sexta-feira, 18 de junho de 2010

Homens! quem entende?

42-18529288


Trabalho, trabalho, e mais trabalho. Ele tem que trabalhar, tem queser bem-sucedido, tem que obter aquela promoção, tem que ser respeitadopelos colegas de trabalho, tem que… ser homem. Os homens nascem comessa necessidade de ser o cabeça, o líder, o provedor, o exemplo,enfim, aquele que sabe tudo. Porém, alguns homens encontram muitadificuldade tentando alcançar pelo menos um desses objetivos. Dandocontinuidade ao artigo sobre o que se passa na mente dos homens, aquivai a terceira dica:
Sua identidade está associada ao seu sucesso. Sem o sucesso, ele sesente menos homem, pois tem a sensação de que não está fazendo aquiloque esperam dele – enfim, se sente um derrotado. Por isso, de vez emquando, ouvimos falar de homens que tinham uma bela família, mas queacabaram cometendo suicídio simplesmente porque seus negócios faliram.Outros perdem o emprego e, por isso, se tornam alcóolatras, vivendo debar em bar. Felizmente, nem todos chegam a esse extremo, mas o númerode homens que enveredam por esses caminhos não é nada pequeno.
Essa é a característica de todo homem, ea mulher que ama o seu companheiro deve saber que ele tem necessidadede conquistar. Faz parte da sua natureza. É por isso que muitas vezesele parece estar ocupado demais para lhe dar atenção ou que é viciadoem trabalho. Embora ele deva estabelecer suas prioridades, cabe àmulher compreendê-lo e ajudá-lo sempre que for preciso.
Não adianta implorá-lo para que não se preocupe com certas coisasque ameaçam sua liderança. Para que tentar, então? Esposa, ore por ele.Peça a Deus para guiá-lo e faça parte de sua vida o máximo que puder, enunca, jamais, compare-o com quem quer que seja! Isso só aumenta apressão e o faz se sentir inferior – o que, ao contrário das mulheres,os homens evitam a todo custo.
É interessante notar que, por causa da necessidade de serbem-sucedido, muitos homens detestam ir ao médico ou dentista. Pensamque, agindo assim, estarão evitando descobrir que há algo de errado comeles… Puro ego… É até engraçado! E não nos esqueçamos da incapacidadede pedir informação na rua! Esta talvez seja a razão por trás de suaobssessão por futebol – ter um time, torcer por ele, vê-lo ganhar, sesentir o próprio vencedor… Mas isso já é especulação da minha parte…
Por isso, da próxima vez em que quiser apontar algum defeito dele,não o faça. Seja sábia e procure o momento certo para conversar com eleacerca do que pode ser mudado. Quando um homem é repreendido, seu ego éferido e ele se sente fracassado – torna-se difícil lidar com ele.
Depois de tudo isso, fica fácil entender por que Deus nos ensina anos submeter aos nossos maridos! Não se trata de uma obrigação, ou quesejamos inferiores a eles, ou porque pareça melhor assim. Há umargumento muito forte que sustenta esse ensinamento, o qual faz muitosentido. Somos seres diferentes, e uma das diferenças mais marcantes é:a sua masculinidade está associada à posição que ocupa no mundo. Eleprecisa se sentir valorizado, respeitado, e admirado. Faça isso e vocêo estará livrando de boa parte de sua carga – embora não toda – e teráo marido que sempre sonhou.
Na fé,
Cristiane Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É um prazer ter seu comentário.